Encontro do RioJS e Mozilla Representative

Nesse último sábado (10 de dezembro de 2011) rolou o último encontro do ano do grupo RioJS, foi também meu primeiro encontro que fui como Representante da Mozilla no Brasil.

O evento – gratuito – foi um sucesso. A comunidade de desenvolvedores JavaScript finalmente está ganhando expressão aqui no Rio de Janeiro e o pessoal está super ligado com o que há de novidades. Um fator que também fortalece a comunidade é agnosticismo entre linguagens de programação, não afastando pessoas que programam em x ou y, mas sim vendo o que essa galera tem pra trazer de bom.

A organização do evento também foi feita pelo Davidson Fellipe – Globo.com – que conseguiu na empresa onde trabalha toda a estrutura para que tudo acontecesse perfeitamente. Não tivemos problemas estruturais e ainda ganhamos um ótimo lanche, com certeza a Globo.com demonstra um ótimo engajamento no auxílio das comunidades OpenSource e destaco essa atitude em forma de agradecimento.

Um exemplo foi a apresentação do Breno Oliveira do Estante Virtual, que falou sobre a biblioteca Three.js para manipulação de gráficos em 3D via javascript. Breno, ou Garu como também é conhecido, já havia alertado no início da sua apresentação que ele é desenvolvedor backend, cheio de projetos relacionados ao Perl mas também tem interesse por JavaScript.

Leo Beto Souza da Marlin também trouxe ideias super importantes sobre acessibilidade com Javascript. O tema é pra ser compreendido por todos os desenvolvedores, muitos não dão muita atenção a isso e podem perder um bom mercado.

Eu falei sobre o novo DevTools que está sendo feito para o Mozilla Firefox. Mostrei que a ideia não é substituir o Firebug (que não é feito ou mantido pela Mozilla) mas sim trazer um novo, que seja executado nativamente. Foi um barato e a galera curtiu a nova ferramenta que não se apegou tanto nas demais existentes e trouxe coisas novas e bem bacanas.

O Evandro Golçalves (Globo.com) falou sobre manipulação de templates no JavaScript. A palestra foi a que mais gerou debate entre os presentes, muito construtivo. O pessoal discutiu muito sobre performance, qualidade de código, quantidade de requisições, padrões estruturais.

Aliás, todas as apresentações geraram debates, todos muito bem aproveitados e que considerei o ponto forte do encontro.

Durante o Coffeebreak o pessoal levantou o tema sobre o “Chrome é o novo IE6″, com as ideias levantadas em um artigo da PCMag: http://www.pcmag.com/article2/0,2817,2397158,00.asp

A galera não satisfeita apenas com as apresentações e debates se posicionou em uma mesa redonda e cada um se apresentou e no meio das apresentações puxávamos alguns tópicos sobre o que tem rolado do Javascript nos dias de hoje, etc. Foi quase uma hora de uma ótima discussão crítica e que revelou os caminhos que a galera está trilhando.

Um dos caminhos que mais me interessaram, confesso, foi o da galera discutir linguagens de pre-processamento, como o CoffeeScript e o Dart. Falávamos sobre desvantagens gerais da utilização delas. Fica o gancho para o link de um post que saiu essa semana e considerei totalmente pertinente: http://ryanflorence.com/2011/2012/case-against-coffeescript/.

Espero agora poder marcar mais encontros do RioJS e até outros com o apoio da Mozilla, espalhar boas ideias do mundo web é sempre agradável e ainda tem muito trabalho pela frente.

TODO: links no conteúdo
TODO: links para slides
TODO: fotos